sábado, 12 de maio de 2012

Planejamento autoriza concurso para 1.200 vagas no Dnit



O Ministério do Planejamento autorizou, por meio de portaria publicada no "Diário Oficial da União" desta terça-feira (8), a realização de concurso público para 1.200 vagas para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – Dnit.

São 179 vagas para analista de infra-estrutura de transportes (nível superior), 110 para analista administrativo (nível superior), 767 para técnico de suporte em infra-estrutura de transportes (nível médio) e 144 para técnico administrativo (nível médio).

O prazo para publicação do edital de abertura do concurso público será de até seis meses, contado a partir da data da publicação da portaria.

A realização do concurso público e o consequente provimento dos cargos estão condicionados à existência de vagas suficientes na data de publicação do edital de abertura de inscrições para o concurso público; à declaração do respectivo ordenador de despesa, quando do provimento dos referidos cargos, sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados; e à substituição dos trabalhadores terceirizados, cujos nomes deverão constar de relação, a ser publicada previamente à nomeação dos candidatos aprovados.
Fonte: G1

sábado, 3 de março de 2012

Chesf: Definidos oferta e cargos do concurso. 2º e 3º graus


A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco definiu a oferta do próximo concurso, cujo edital está previsto para ser divulgado já em março, pela Fundação Cesgranrio, organizadora. Serão 69 vagas, distribuídas pelos níveis médio/técnico e superior. Os funcionários poderão serão lotados em um dos seguintes polos de trabalho: Recife (PE), Salvador (BA), Paulo Afonso (BA), Sobradinho (BA), Fortaleza (CE) e Teresina (PI).

Entre os cargos de nível médio/técnico estão técnico em Eletrotécnica, Mecânica, Edificações e Eletrônica/Telecomunicações. No nível superior, as oportunidades serão destinadas às áreas de Economia, Ciências Contábeis, Administração e Engenharias Civil, Mecânica, Eletrotécnica, Eletrônica/Telecomunicações e Cartográfica/Agrimensura.

As remunerações irão variar entre R$2.280 e R$5.598, conforme a função. Fora esses ganhos, há uma série de benefícios, como vale-alimentação/refeição, de R$665,75 por mês; plano de saúde e odontológico, extensivo a dependentes e cônjuge; assistência materno-infantil e educacional; e plano de previdência privada, entre outros.

A empresa também incentiva a capacitação profissional através de um plano de educação corporativa, além de dar flexibilidade na carga horária de trabalho, de 40 horas semanais, para que o empregado possa fazer cursos de graduação e especializações. As contratações serão regidas pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Além das vagas imediatas, também será formado cadastro de reserva. De acordo com a superintendência de Recursos Humanos da Chesf, o banco de aprovados será aproveitado conforme cargos ficarem vagos durante a validade da seleção (dois anos, prorrogável), já que o Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest) fixa o número de funcionários da companhia. Apesar desse limite, no último concurso promovido pela Chesf, realizado em 2007, foram chamados 1.364 aprovados.

Ainda segundo o setor, o conteúdo programático ainda está em definição, mas a ideia é de que as provas sejam aplicadas em maio. Os exames objetivos serão realizados nas cidades de Aracaju, Fortaleza, João Pessoa, Maceió, Natal, Recife, Petrolina, Salvador, Paulo Afonso e Teresina. Para algumas carreiras de nível médio/técnico, o processo seletivo também compreenderá teste de aptidão física.

Concurso será organizado pela Fundação CesgranRio

A Companhia Hidro elétrica de São Francisco (Chesf) prepara concurso para este ano. A empresa contratou a Fundação CesgranRio, por dispensa de licitação, para ser a organizadora da seleção.

A publicação saiu na terceira seção do Diário Oficial da União desta sexta-feira, dia 3. A empresa ainda não divulgou os cargos e o número de vagas que estarão presentes no concurso.

O último concurso para a Chesf aconteceu em 2007 e teve a validade encerrada em 2011. A seleção era destinado somente para cadastro de reservas em oportunidades para todos os níveis de escolaridade. Dentre os cargos oferecidos, haviam oportunidades para assistente técnico, auxiliar técnico,  engenheiro, advogado e analista de sistemas, entre outros.

Na ocasião, a organizadora da seleção foi a Consulplam, que realizou prova de 30 questões para níveis fundamental, médio e médio/técnico e 40 questões apra o superior. De acordo com a profissão, foram cobradas questões de Português, Matemática, Informática, Inglês, Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos.
Fonte: Folha Dirigida

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Polícia Federal publica cronograma dos concursos

O Departamento de Polícia Federal publicou em sua página oficial o calendário dos concursos previstos para 2012. O edital para Agentes (500 vagas) e Papiloscopistas (100 vagas) será publicado em fevereiro, com curso de formação em julho ou agosto e nomeação em janeiro de 2013. Já os editais para Delegado (150 vagas), Perito (100 vagas) e Escrivão (350 vagas) estão previstos para março ou abril, com cursos de formação marcado para janeiro de 2013. Para estes, a nomeação deve ocorrer em julho de 2013.
Para os cargos de Agente, Papiloscopista e Escrivão, a remuneração inicial é de R$7.818, já contabilizado o auxílio-alimentação de R$304. Para ocupar os cargos, os candidatos devem possuir o ensino superior completo em qualquer área de formação e a carteira de habilitação, na categoria "B" ou superior. Para Delegado, é necessário o bacharelado em Direito e para Perito, é exigida formação superior em áreas específicas. A carteira de habilitação também é exigida para os dois cargos, cuja remuneração inicial é de R$13.672.
A Polícia Federal trabalha agora na escolha da banca organizadora do concurso. As provas do concurso devem ser aplicadas a partir de abril. As etapas previstas para o concurso incluem  provas objetivas e discursiva, avaliação psicológica, exame médico, exame de aptidão física, curso de formação, e investigação social.
Área Administrativa
Além dos concursos já autorizados para a área policial, a PF  solicitou ao Ministério do Planejamento 328 vagas para Agente Administrativo, cargo cuja remuneração inicial é de R$3.203,97, incluindo o auxílio-alimentação de R$304. A solicitação faz parte d e projeto de  reestruturação da carreira que fixa a criação de 3 mil vagas, 2 ml de nível médio e mil de nível superior. "Acreditamos que o ideal é promover este certame após a reestruturação", afirmou o diretor de Gestão de Pessoal, Maurício Leite Valeixo Mauricio Valeixo.

PL cria 400 vagas em três agências reguladoras

O Projeto de Lei (PL) 5911/2009, que cria 400 cargos de nível médiopara a Agência Nacional do Petróleo (ANP), Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e Agência Nacional de Águas (ANA), foi aprovado pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados.

O projeto transforma 50 cargos vagos de técnico em regulação e vigilância sanitária  em 50 cargos de técnico administrativo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Além disso, são criadas 180 vagas para a ANP e 100 para ANA. Para técnico administrativo, a remuneração é de R$ 4.760,18, já para técnico em regulação, a remuneração é de R$ 4.984,98.
Os cargos estão assim distribuídos:
- ANS: 120 de técnico administrativo
- ANA: 100 de técnico administrativo
- ANP: 30 de técnico administrativo e 150 de técnico em regulação
O PL visa ao cumprimento do Termo de Ajuste de Conduta feito com oMinistério Público, no qual está prevista a substituição dos terceirizados por concursados.

A iniciativa tramita em regime de prioridade, por isso não deve passar pelo plenário da Câmara dos Deputados. Segue, portanto, para aprovação em caráter conclusivo, para as Comissões de Finanças e Tributação e de ConstituiçãoJustiça e Cidadania

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Ibama: Em breve, sinal verde para concurso inédito, na área administrativa


O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) está confiante de que a portaria do Ministério do Planejamento autorizando a realização do concurso para a área de apoio da autarquia seja publicada em poucos dias. O órgão, inclusive, utiliza o argumento de que a seleção possui caráter de urgência para que a autorização saia o mais breve possível.

O coordenador de Gestão do Desempenhos dos Recursos Humanos do Ibama, Albert de Jager, em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, em Brasília afirmou que está otimista. "Nós temos a informação oficial e extra-oficial do Ministério do Planejamento de que a seleção tem tudo
para ser autorizada", informou.

Como o Ibama está há 25 anos sem realizar concurso para a área administrativo, Albert de Jager deseja aplicar as provas já em junho. "A autorização saindo ainda em janeiro, pretendemos publicar o edital em março e aplicar as provas em junho, para, logo em seguida,
convocar os aprovados", explicou.

FOLHA DIRIGIDA - Quais os principais projetos do Ibama?

Albert de Jager - Nós estamos com um grande crescimento ultimamente, principalmente pro causa do PAC e estamos tendo muita demanda e por isso precisamos de mais funcionários. Esse é o projeto que mais se destaca, mas também temos na área de mudança climática, na área florestal, então cada vez temos mais necessidade.

Atualmente o quadro do Ibama é composto por quais cargos?
Nós temos uma carreira, que é especialista em meio ambiente, e dentro dela há cinco cargos. Dois de nível superior (analista ambiental e analista administrativo), dois cargos de nível médio (técnico ambiental e técnico administrativo) e um auxiliar administrativo, mas esse último já está em vista de extinção.

Quantos funcionários estão na ativa?
Hoje são 4.150 servidores. Dentre eles, de 400 a 500 são terceirizados, mas a maioria está de acordo com a lei.

Qual é a importância da realização deste inédito concurso para a área de apoio do Ibama?
Desde que o Ibama nasceu, nunca houve um concurso para esses cargos de analista e técnico administrativos. Esse quantitativo de 362 vagas é exatamente a relação que fizemos em 2010. Então esses cargos, no passado, já foram ocupados, e precisamos, em um primeiro momento, cobrir as aposentadorias que ocorrem nessas carreiras. O último concurso foi em 1987, quando ainda era o antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF). Então, para esses dois cargos, os funcionários são anterior à criação do Ibama, em 1989, ou seja, não há praticamente ninguém com menos de 25 anos de casa, e a maioria está prestes a se aposentar. Portanto, não é apenas uma oxigenação, é também uma nova geração de servidores do Ibama. Estamos torcendo para que, nesta década que estamos vivendo, haja mais concursos.

Qual é a carência de pessoal, principalmente na área de apoio? 

Apenas na área administrativa precisamos de basicamente mil servidores. Isso porque queremos voltar a ter um número considerável de servidores na área administrativa. Até porque não queremos deixar que alguns funcionários exerçam função de outros. Hoje, os analistas ambientais, por exemplo, exercem funções administrativas. Há uma carência enorme nessa área. Os últimos três concursos foram para a área ambiental, e isso fez com que o quadro de apoio ficasse carente.

Os cargos são divididos por diversas especialidades?
Não, não haverá divisão. Tanto que, para analista administrativo, por exemplo, a graduação pode ser em qualquer área. Obviamente, vão ser focados os conhecimentos nas áreas de Administração, Contabilidade, Informática e Economia. Para os técnicos, basta ter concluído o ensino médio.

Quais os benefícios oferecidos pelo Ibama?

Além das gratificações (de R$787,20 para os técnicos e de R$1.761,60 para os analistas) e R$304 de vale-alimentação, o Ibama oferece outros benefícios, como plano de saúde médico e odontológico, auxílio-transporte (em Brasília, por exemplo, há 11 linhas de ônibus especiais que rodam por toda a cidade), refeitório, biblioteca.

A portaria que autoriza o concurso sairá mesmo este mês? O Ministério do Planejamento já confirmou para o Ibama que o concurso será autorizado?

A informação da área técnica do Ministério do Planejamento é de que realmente vai sair essa portaria, e tudo indica que isso acontecerá em dias ou semanas. Porém, como no passado, já tivemos certeza que a portaria seria publicada, mas houve imprevistos e acabou não sendo, não posso garantir quando exatamente essa portaria vai sair. Estamos sem concurso há 25 anos, então não há como ficarmos sem essa autorização. Este, inclusive, é um dos argumentos que usamos, já que a seleção possui caráter de urgência. Nós temos a informação oficial e extra-oficial de que a seleção tem tudo para ser autorizada.

Serão autorizadas as 362 vagas?
Pode ser que esse número seja diferente. Esse quantitativo é resultado de um levantamento feito em 2010, no entanto, continuamos com esse número, para não termos que fazer um outro pedido. Desse total, 324 são técnicos e 38 são analistas. Porém, nesse momento, já temos 61 funcionários de nível superior, então foi solicitado que, no concurso, haja 61 vagas para analista. Para atender aos 61, foi dada a opção de que se reduza o número de técnicos. Ainda há a possibilidade de fazermos 324 mais 61.

O objetivo era realizar esse concurso no ano passado, o que não foi possível devido aos cortes orçamentários?
Não, desde 2010 nós temos esse número de 362 vagas e recursos orçamentários para fazer o concurso. Também estávamos na expectativa da autorização ser publicada, mas não foi, talvez por algum ruído na comunicação.

Enquanto a autorização não é publicada, o Ibama já começou a contatar possíveis organizadoras?
Não, ainda não escolhemos, porque se o concurso não for autorizado ou demorar mais pode gerar alguns problemas e o trabalho pode ser perdido. Mas internamente, nós já estamos preparando tudo, o conteúdo programático, a comissão que vai organizar o concurso. A gente tenta deixar o máximo adiantado, porque uma vez autorizado, em menos de 60 dias queremos publicar o edital.

A organizadora será definida até quando?
Nos primeiros dias depois que a autorização sair vamos definir a organizadora, para publicarmos logo o edital.

A intenção do Ibama é aplicar as provas em que mês?
O mais breve possível. Depois que a autorização sair, nós vamos tentar publicar o edital dois meses depois, ou até mesmo antes. A autorização saindo ainda em janeiro, pretendemos publicar o edital em março e aplicar as provas em junho. Curiosamente, em 2002, as provas foram no início de junho, quando há a semana do meio ambiente, então de repente conseguimos fazer que, dez anos depois do concurso de 2002, as provas sejam aplicadas novamente na semana do meio ambiente.

As convocações dos aprovados ocorrerão ainda este ano?
Com certeza, se tudo der certo, pretendemos convocar os aprovados a partir do primeiro dia seguinte à publicação do resultado final.

Todos os órgãos da esfera federal podem solicitar ao Ministério do Planejamento mais 50% das vagas autorizadas. É objetivo do Ibama fazer essa solicitação ao longo do prazo de validade?

Se houver a necessidade da contratação de mais aprovados, vamos fazer essa solicitação ao Ministério do Planejamento. Como nós precisamos de aproximadamente mil funcionários, há a possibilidade de solicitarmos mais vagas, para serem preenchidas ao longo do prazo de
validade do concurso, de um ano, podendo dobrar.

Tendo em vista que o concurso é inédito, o Ibama poderá divulgar o programa antes do edital, para que os interessados tenham base ao iniciar os estudos?
Não, porque a partir do momento que divulgamos um dado, não podemos mais alterá-lo. Mas é evidente que vamos exigir Português, Noções de Informática, Matemática, Lei nº8.112/1990. Não vai fugir muito do que os concurseiros estão acostumados a estudar. Já antecipo que é possível que haja uma redação, mas ainda não foi definido. O interesse é grande para haver para os analistas, mas para os técnicos ainda não sabemos.

As vagas serão para todos os estados mais o Distrito Federal?
A nossa intenção é que tenha oferta de vagas em todos os estados, principalmente na capital.

As provas serão aplicadas em todas as capitais?
Com certeza as provas vão ser aplicadas, pelo menos, em todas as capitais onde houver vaga.

Já há uma prévia de distribuição das vagas pelos estados?
Ainda não, mas posso adiantar que o maior número de vagas deve ser em Brasília, porque é onde está localizada a sede do Ibama e a central de administração, onde nós sentimos muito a carência de pessoal na área de apoio.

O objetivo do concurso é substituir os terceirizados?
A princípio não, o Ministério do Planejamento cita essa possibilidade, mas não é uma determinação. Acredito que haverá uma redução no número de terceirizados. Mas, se não for necessário substituir, para a gente, é melhor, porque teremos mais funcionários trabalhando.

A questão das aposentadorias vem preocupando o Ibama?
Sim. Atualmente, há cerca de 800 funcionários para se aposentar. Na verdade, esse total já pode se aposentar, mas, por conta de algum incentivo, esses servidores acabam permanecendo no cargo. E isso é muito bom para o Ibama, para que não perdermos tanta gente ao mesmo tempo. A previsão para esse ano é de 200 funcionários se aposentarem e precisamos recompor o quadro.

Tendo em vista a questão das aposentadorias, é fundamental que o governo promova concursos periódicos para o Ibama?
Sim, com certeza. Hoje, temos 4.150 funcionários, mas o mínimo necessário seria em torno de 7 mil. Este concurso, por exemplo, possui caráter de urgência.

Além do concurso para a área de apoio, o Ibama já fez alguma solicitação ao Ministério do Planejamento para mais algum cargo?
Não, ainda não. Os três concursos anteriores foram para analista ambiental, e agora estamos nos preocupando com a área administrativa.

Qual a mensagem que o senhor pode deixar para aqueles que vão participar do concurso para a área de apoio do Ibama?
A pessoa vai trabalhar em um órgão politicamente correto, que contribui com a natureza e com o bem-estar da população em geral. E isso é fundamental. Nós, do Ibama, percebemos muito o idealismo com que as pessoas entram aqui e isso é muito bom.
Fonte: Folha Dirigida

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Prefeitura do Recife abre concurso e seleção com 812 vagas na área de saúde


Começa hoje e segue até o dia 12 de março o prazo de inscrições do concurso da Prefeitura do Recife para o preenchimento de 562 vagas para todos os níveis e também para seleção pública de 250 agentes comunitários de saúde. Os salários variam de R$ 600 a R$ 7.942 além de adicional por desempenho em equipe, cujo valor irá variar de acordo com o local de lotação.
Os interessados deverão acessar o site do Instituto de Planejamento e Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico e Científico (Ipad) , empresa organizadora do processo. As taxas variam de acordo com o nível de escolaridade: R$ 48 (nível fundamental), R$ 55 (médio e médio/técnico) e R$ 70 para superior.
A isenção do pagamento da taxa só será possível se os candidatos forem doadores de sangue que contarem com, no mínimo, duas doações realizadas nos últimos 12 meses ou membros de família de baixa renda inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), que possuam renda familiar per capta mensal de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos. Para garantir o benefício será necessário preencher um requerimento e apresentá-lo, junto com os documentos comprobatórios, na sede do Ipad (Estrada de Belém, 342, Campo Grande, CEP 52.030-280, Recife/PE).
A prova objetiva será composta por 50 questões, sendo dez perguntas de Língua Portuguesa, dez de Conhecimentos Gerais/Saúde Coletiva e 30 de Conhecimentos Específicos. O exame está marcado para o dia 15 de abril e os candidatos terão informações a respeito do local e horário da prova a partir de 3 de abril, quando poderão ter acesso ao cartão de inscrição. A homologação do resultado final do concurso será divulgada até o dia 20 de junho.
O candidato deve morar na comunidade em que se inscreveu. Por isso, a secretaria distribuiu as vagas em todos os bairros dos seis distritos sanitários. Entre as atividades a serem exercidas pelos novos Agentes Comunitários de Saúde estão a participação de ações de promoção, prevenção, proteção e reabilitação da saúde em nível individual e coletivo. Os novos profissionais ainda terão de cumprir com as atividades de prevenção de doenças e promoção da saúde, mediante ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas; realizar
visitas domiciliares com finalidade de realizar cadastramento das famílias, mapeamento da área, identificação de micro-áreas de risco e desenvolver atividades nas unidades de saúde da família.

24 vagas de até R$ 2.679,50 no Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia


O Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia - CONTER, torna pública a realização do Concurso Público, sob regime da Consolidação das Leis Trabalhistas, para provimento de vagas do Quadro de Pessoal do CONTER e dos CRTRs.
O concurso público será executado pelo Instituto Quadrix de Tecnologia E Responsabilidade Social, correio eletrônico contato@quadrix.org.br.
Das Inscrições:
As inscrições para o concurso público do CONTER serão realizadas apenas via Internet, no endereço eletrônico www.quadrix.org.br, a partir das 10h do dia 23 de janeiro até às 23h59min do dia 16 de março de 2012, considerando-se o horário de Brasília.
O valor da taxa de inscrição será de R$ 60,00 para os cargos de Nível Superior, de R$ 45,00 para os cargos de Nível Médio e de R$ 30,00 para o cargo de Nível Fundamental.
Dos Cargos:
  • Nível Superior: Analista de TI Júnior (CPD) (1), Arquivista (Arquivo) (1), Supervisor Fiscal (CONAFI) (1);
  • Nível Médio: Agente Administrativo (2), Assistente Administrativo Júnior (Secretaria) (4), Assist. Contábil Júnior (Contabilidade) (1), Assistente Financeiro Júnior (Tesouraria) (1), Auxiliar Administrativo (2), Fiscal (6), Fiscal - (Delegacia Cuiabá-MT) (1), Fiscal - (Sede Campo Grande-MS) (1), Recepcionista (CR), Recepcionista (Recepção) (2);
  • Nível Fundamental: Serviços Gerais (2).
A seleção para os cargos compreenderá três fases:
Primeira fase: Prova Objetiva, para todos os cargos, para aferir conhecimentos e habilidades, de caráter classificatório e eliminatório.
Segunda fase: Prova Discursiva, para todos os cargos de nível superior, de caráter classificatório e eliminatório.
Terceira fase: Prova de Títulos, para os cargos de nível superior, de caráter classificatório.
As fases 1ª e 2ª fase serão aplicadas no mesmo dia, em único momento, dentro da carga horária de 4 horas.
As provas Objetivas e Discursivas serão realizadas nas cidades de Belém-PA, Belo Horizonte-MG, Brasília-DF, Campo Grande-MS, Cuiabá-MT, Florianópolis-SC, Fortaleza-CE, Manaus-AM, Recife-PE, Salvador-BA e Vitória-ES, considerando o horário de Brasília-DF, preferencialmente no período vespertino, com data prevista para o dia 1 de abril de 2012, em locais que serão divulgados na Internet.
Ao candidato só será permitida a participação na prova, na respectiva data, horário e local divulgados no site do Instituto Quadrix, e na confirmação de inscrição que será disponibilizada em 26 de março de 2012.
O prazo de validade do concurso será de 2 anos, podendo ser prorrogado por igual período.